A Arte na Pré-história

A Arte na Pré-história, é o que podemos assemelhar com produção dita artística do homem ocidental dos dias de hoje. A arte pré-histórica não está necessariamente ligada à ideia de “arte” e sim de comunicação que surgiu a partir do renascimento.
Ainda hoje, povos caçadores-recolectores produzem a dita “arte” e em algumas tribos de índios percebe-se a relação do homem contemporâneo com o conceito atual de obras de arte e também de comércio.
Quando se fala em arte na Pré-História, estamos falando da produção vista como artística na Pré história , isto é, durante os períodos Paleolítico, Neolítico e Idade dos Metais.
Paleolítico: período que compreende de 2.5 milhões de anos atrás a 10.000 a.C.
Neolítico: período que se estende de 10.000 a.C. até 5.000 a.C.
Idade dos metais: período que se estende de 5.000 a 3.500 a.C.
A arte na Pré-História manifestou-se de diferentes formas.
As motivações mais comumente mencionadas são que as populações pré-históricas faziam esses registros como forma de:
Registrar o cotidiano apenas por registrar. Nesse caso, o registro artístico seria no sentido “a arte pela arte”.
Registrar com fins ritualísticos de criar uma conexão do homem com a natureza.
Arte no Período Paleolítico: No caso do Paleolítico, o grande destaque são as pinturas rupestres, que são as gravuras desenhadas nas paredes de cavernas. Essa arte, em geral, mostra o homem em meio a grandes grupos de animais, representando, principalmente, cenas de caçadas, mas também retrata outras cenas do cotidiano humano. Os especialistas falam que a arte rupestre utilizava materiais como terra, carvão, sangue, flores etc
Arte no Período Neolítico: O período Neolítico apresenta grandes transformações e avanços em relação ao Paleolítico.
Isso permitiu que o homem desenvolvesse novas ferramentas, que trouxeram melhoria para a sua vida. No Neolítico, destacam-se as construções megalíticas, como a de Stonehenge, na Inglaterra, As estruturas megalíticas mais conhecidas são Stonehenge, na Inglaterra, e o Cromeleque dos Almendres, localizado em Portugal. O santuário de Stonehenge é um dos principais monumentos arquitetônicos do período Neolítico, Pelos estudos que são realizados sobre Stonehenge, percebe-se também que durante este período os conhecimentos sobre os fenômenos astronômicos estavam sendo desenvolvidos. Entretanto, a falta de documentação e vestígios arqueológicos mais claros impedem um conhecimento aprofundado sobre as funções desempenhadas pelo santuário ao longo de sua existência, o que leva à criação de uma série de teorias e especulações sobre Stonehenge. Além disso, o santuário de Stonehenge é entendido como um local de observação astronômica, principalmente na época dos solstícios de verão e inverno, já que as pedras parecem ter sido dispostas de acordo com a posição do Sol nestas épocas do ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *