Arte Barroco

Arte Barroco
O Barroco nasceu e desenvolveu-se, nos princípios do século XVII, na Roma dos papas. Em seguida, espalhou-se a partir de Roma pelo resto da Europa e pelos países sob sua influência. o Barroco era bem acolhido e espalhava-se rapidamente, ao passo que era recusado nos locais em que as condições históricas eram diferentes. Embora o termo Barroco seja às vezes usado no sentido negativo, o século XVII não só produziu gênios excepcionais, mas também repercutiu o papel da arte para a vida cotidiana. As obras barrocas romperam o equilíbrio entre o sentimento e a razão ou entre a arte e a ciência, que os artistas renascentistas procuraram realizar de forma muito consciente na arte barroca predominam as emoções. É uma época de conflitos espirituais e religiosos. O estilo barroco traduz a tentativa angustiante de conciliar forças antagônicas, Bem e Mal, Deus e Diabo, Céu e Terra, Pureza e Pecado, Alegria e Tristeza, Paganismo e Cristianismo, Espírito e Matéria…
Características geral sobre barroco, seu propósito é impressionar os sentidos do observador, baseando-se no princípio segundo o qual a fé deveria ser atingida através dos sentidos e da emoção  e não apenas pelo raciocínio. Buscando de efeitos decorativos e visuais, através de curvas, contracurvas, colunas retorcidas, Pintura com efeitos ilusionistas, dando-nos às vezes a impressão de ver o céu, tal a aparência de profundidade conseguida, Violentos contrastes de luz e sombra, Entrelaçamento entre a arquitetura e escultura.
Outro aspecto peculiar da arte barroca é a importância do uso da luz. Para a arquitetura barroca, a luz é um elemento fundamental, os fortes contrastes entre partes visivelmente iluminadas e partes quase na escuridão, são típicos dos edifícios da época e contribuem para dar dramaticidade à atmosfera.
O barroco amava o movimento, a curvatura das fachadas tornando-se num dos motivos característicos da arquitetura desse período.
O barroco na França assume características mais sóbrias do que na Itália. Na Áustria e na Alemanha, o barroco tanto se inspirou nos exemplos franceses como nos italianos. O barroco espanhol traz uma arquitetura repleta de ornamentações, enquanto que o francês é sóbrio e imponente. A praça de São Pedro, em Roma, de autoria de Gian Lorenzo Bernini, é o exemplo mais conhecido do aspecto urbanístico do barroco. E também não podemos deixar de citar a fusão de diversas artes que é típico da arquitetura barroca, como, obeliscos egípcios, as fontes, as colunas adaptadas a esse estilo, as escadarias grandiosas e com aspecto de cenário, a pintura das paredes com salões com cenas arquitetônicas e naturalistas que simulam a continuação, até o infinito, da arquitetura real e as galerias, largo corredor coberto que desimpede as salas e se transformam em lugar de particular elegância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *